Morte de crias

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Morte de crias

Mensagem  Criaçãodeaves em Qui Maio 04, 2017 12:04 am

Boa noite,

Sr. Ferreira estou aflito aqui numa situação um dos meus casais de pyrrhuras molinae com 1 ano e uns 4 meses meteu 4 ovos os 4 estavam galados. Entretanto nasceu uma cria e no dia a seguir estava morta hoje quando fui ver o ninho estavam mais duas nascidas e mortas e o último ovo bicado para nascer supostamente esta noite.

Não sei que está se a passar e preciso da sua ajuda.

Tenho luz de presença a noite logo não é por causa da chuva que se tem sentido

Não sei se poderá ser de foguetes que tem sido ouvidos ao longo destes dias? Já li vários comentários seus noutros fóruns acerca de ser mito e eu acredito que o seja porque também tenho uma cria de Ring Neck com 5 dias e não lhe afectou...

As aves foram desparasitadas com vermizoo e com antibactebariano FP/20 nos últimos 4 meses.

As aves não são esquesitas aos controlos do ninho.

O papo de uma das crias em vida estava com comida e algum ar.

Vou tentar postar umas fotos para poder analisar










free image hosting

Para abrir as fotos basta clicar em cima

Tento com este "testamento" dar a conhecer toda a informação que sei

Vejo ali uma mancha escura será salmonelas mesmo ter prevenindo com o FP/20? Se assim for o que aconselha que não contenha sulfas confused

Aguardo os seus conselhos

Desde já o meu muito obrigado

Abraço
Bruno Guerrreiro

PS. Pelos vistos já conseguo publicar fotos alien

Criaçãodeaves

Mensagens : 24
Data de inscrição : 27/02/2017
Idade : 21
Localização : Ponta garça

http://bruno-criacaodeaves.blogspot.pt/?m=1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte de crias

Mensagem  Ferreira em Qui Maio 04, 2017 2:25 pm

Bom dia Bruno.
Há um provérbio alentejano que aqui se aplica que nem uma luva, (cadelas apressadas parem cães cegos) e alertei-o para isso.
Penso que as causas das crias terem morrido deve-se aos pais serem imaturos, o mínimo de idade para que façam criações sem problemas só a partir dos 2 anos de vida, claro que a partir dos 6 meses já fornicam tal como os humanos a partir dos 13 também já fornicam e emprenham só que depois é que são elas por não saberem o que fazer a seguir.
Penso que nas fotos estejam sempre os mesmos pintos, se assim for, a pinta que se vê e aparenta estar no lado esquerdo na ultima foto, não se vê na primeira e sendo assim é simplesmente os intestinos a deteriorarem-se. Se a pinta estivesse mais ao centro e em todas as fotos, nesse caso era coccidiose declarada.

Um abraço, Ferreira
avatar
Ferreira
Admin

Mensagens : 8675
Data de inscrição : 18/05/2010
Idade : 69
Localização : Vendas Novas

http://www.forumdoferreira.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte de crias

Mensagem  Criaçãodeaves em Qua Maio 10, 2017 1:14 pm

Bom dia Sr.Ferreira
Não disse mais nada porque queria ter a certeza que a última ia aguentar e aguentou cheers
O último ovo dos 4 eclodiu de manhã e de tarde eu já na esperança de ir tirar a cria chego lá desvio a mãe e vejo a cria de pernas para o ar de papo cheissimo!!!
Parece que os pais acordarem mesmo a tempo de salvar a última a cria já conta com alguns dias e sempre de papo bem cheio julgo que vai se safar!!

Eu coloquei o ninho porque o criador que mos vendeu disse que criavam com 1 ano e pelos vistos só tinham de tentar

Agora ontem ao ver as minhas aves reparei que uma das minhas goulds fêmeas está sem penas em volta do bico e ouvidos, em tempos atrás uns 6 anos tive uma com esta situação e passou fiz o que um sr da loja dos animais disse que era pulverizar com virudine...

Neste momento não tendo virudine e até podendo ser outra coisa como procedo? Está num viveiro com mais umas 15 aves é muita contagioso?








print screen windows 7

Aguardo os seus conselhos

Obrigado desde já

Um abraço, Bruno

Criaçãodeaves

Mensagens : 24
Data de inscrição : 27/02/2017
Idade : 21
Localização : Ponta garça

http://bruno-criacaodeaves.blogspot.pt/?m=1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte de crias

Mensagem  Ferreira em Qua Maio 10, 2017 5:57 pm

Boa tarde Bruno.
Em principio isso são os ácaros a fazerem das suas, agora, tanto podem ser exteriores como interiores, se tiveres algum insecticida para aves é aplicares e logo vês, caso passado uma semana não vejas nascerem novas penas nessa região, tens que aplicar Pulmosan ou outro há base de Ivermectina.

Um abraço, Ferreira
avatar
Ferreira
Admin

Mensagens : 8675
Data de inscrição : 18/05/2010
Idade : 69
Localização : Vendas Novas

http://www.forumdoferreira.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte de crias

Mensagem  Criaçãodeaves em Qua Maio 10, 2017 6:13 pm

Muito boa tarde Sr. Ferreira

Obrigado pela dica!! Vou já atacar a situação... eu volta e meia pulverizo com men for san... E eu estiquei a asa e não a vi rendada tenho o pulmosan também, se calhar passo dx para ele coloco uma só gota no dorso?
O restante já sei tirar a água durante 4horas e depois colocar com complexoB

Obrigado pelas dicas afro
Abraço, Bruno

Criaçãodeaves

Mensagens : 24
Data de inscrição : 27/02/2017
Idade : 21
Localização : Ponta garça

http://bruno-criacaodeaves.blogspot.pt/?m=1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte de crias

Mensagem  Ferreira em Qua Maio 10, 2017 8:36 pm

Boa tarde Nuno.
Como a pelada é só e por enquanto na cabeça, aplica uma gota na parte lateral do pescoço mas do lado direito, passado uma semana tornas a meter outra e depois passado 21 dias após a ultima aplicação. É conveniente também aplicares a todos. Os que vejas que estão em principio de pelada aplicas no pescoço, os outros, no músculo do peito mas debaixo da asa direita, tornas a repetir ao fim de 21 dias.

Um abraço, Ferreira
avatar
Ferreira
Admin

Mensagens : 8675
Data de inscrição : 18/05/2010
Idade : 69
Localização : Vendas Novas

http://www.forumdoferreira.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte de crias

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum