Mandarim - Fémea doente

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Cd.dolores em Sex Mar 17, 2017 6:17 am

Boa noite a todos os membros e futuros registados

Após consultar vários artigos sobre mandarins fiquei... absolutamente chocada (pelo meu desconhecimento sobre a espécie em epígrafe) mas como costumo dizer mais vale tarde que nunca.
O ano passado foi-me oferecido um casal de mandarins brancos. Vinham numa gaiola mais pequena, no entanto achei melhor comprar uma maior para terem mais espaço.
A comida que lhes forneço adquirida num hipermercado é destinada a passaros exóticos, bem como, a papa à base de ovo.
Limpo a gaiola com frequência (desconhecia o facto de que os jornais seriam considerados veneno para os bichinhos, grata pela informação) na base utilizo revistas e/ou cartão e utilizo duas areias, uma normal para aves e outra com casquinha destinada à aquisição de cálcio. Todos os dias mudo a comida, bebedouro e água do banho (esta última até mudo duas vezes por dia).
Nunca tive qualquer problema, salvo o dia de hoje.. e no qual estou absolutamente preocupada com a minha fémea:
De manhã alterei como sempre o ritual da comidinha, bebedouro, etc e estavam bem dispostos, a fémea como sempre salta para a comida mal coloco o novo recipiente. De manhã tudo normal, mas por volta das 17.00h comecei a ouvir o macho a chamar vezes seguidas, o que estranhei, fui ver o que se passava, dou com a minha menina com olhos fechados, pouco ou nada se mexia, vi de imediato que o bichinho não estava nada bem, não voava, não comia, sem forças (diagnóstico que ainda se mantém).
Apanhei a gaiola, fui a tres veterinários (nenhum deles tratava de aves) desloquei-me para Badajoz, no qual lá consegui encontrar à terceira um veterinário que entendesse de aves. Segundo o que me foi diagnosticado na fémea é que se trata de um problema hepático causado possivelmente pela papa de ovo.
O especialista aconselhou-me comprar uma sonda de alimentação para aves e dar-lhe comida de cria para diamante bem como um suplemento à base de vitamina B12, aminoacidos entre outros (Versele-Laga da avi-chol - ia deixar o link mas não me foi permitido, mas talvez a partir deste nome o consigam localizar ) durante 30 a 45 dias.
Contudo, nada foi administrado ao bichinho   Exclamation  Question   (estranhei... nao sei.. mas estranho este comportamento), segundo o veterinário, o animal estava muito debilitado para lhe ser ministrato qualquer tratamento, pelo que deveria separá-la do macho, e mantê-la quente o mais tempo possível, tentar dar-lhe um bocadinho de maçã por forma a não ficar desidratada.
Vim para casa, e fiz o que me foi solicitado, no entanto a menina recusou tudo com excepção à água, que com a ajuda de uma ponta pequena de alface, molhei e ela abria o biquinho. De salientar que aquando foi medida a temperatura, tinha 33,2 graus.
Tudo isto é novo para mim, e ao ter lido alguns artigos, tive a noção que nada entendo, mas temo perde-la  Sad . tem tres ovos no ninho mas essa já será outra questão que por agora não é a mais eminente.
Gostaria de saber a vossa opinião, caso me possam ajudar...

Grata desde já pela vossa disponibilidade
Atentamente
Carmen Dolores
avatar
Cd.dolores

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Cd.dolores em Sex Mar 17, 2017 6:31 am

Infelizmente já não fui a tempo... já foi Sad
avatar
Cd.dolores

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Ferreira em Sex Mar 17, 2017 6:34 pm

Boa tarde Carmen Dolores.
Lamento a morte do passarinho.
Poderia ter problemas hepáticos, como do pâncreas e dos rins juntamente, mas penso que a morte deveu-se a ovo mal formado (sem casca) e por conseguinte ficou atravessado, digo isto por me dizer que ela se encontrava de olhos serrados de dor e provavelmente no fundo da gaiola. Para casos futuros e que deve ter sempre há mão para S.O.S. Comprimidos Zoocerine.
As misturas normalmente, mesmo as mais ruins, são compostas por sementes gordas e não gordas, ora ao mudar diariamente as ditas, os pássaros comem as sementes gordas deixando as que não engordam e lhes fazem bem. Enche o comedouro e simplesmente assopra as cascas e só volta a meter comer quando já nada ou pouco têm.
Que tenham sempre um comedouro com GRIT (é uma mistura de casca de ostra, coral, tijolo e carvão), estes minerais alem de ajudarem a triturar os alimentos na moela, depois de gastos e assimilados pelo organismo, são uma grande fonte de minerais muito uteis na vida de um pássaro em especial nas fêmeas por estas precisarem de quantidades extras de cálcio na formação dos ovos.
Para regularem o fígado, administre como sistema 5 gotas de Complexo-B durante 5 dias seguidos por mês. Fazendo a mistura diariamente claro.
Embora a fêmea morta, se de facto estavam acasalados, o macho choca os ovos e por conseguinte não tire a papa de ovo.
Pode dar de vez enquanto verduras mas agriões, espinafres, brócolos verdura verde escuro (contêm ferro entre outros minerais. Nada de dar alface, rúcula e outras verduras do género por serem indigestas e provocarem diarreias
Caso venha a arranjar outra fêmea e como normalmente são aves que não apanham Sol e por conseguinte não fixam o cálcio por não produzirem vitamina-D3, aconselho-a a comprar um frasquinho de Vigantol para bebés humanos e de vez enquanto mistura na papa 3 a 4 gotas, as papas com o Vigantol têm que ser em uma quantidade que veja que as comam no máximo em 2 dias.

Um beijinho, Ferreira
avatar
Ferreira
Admin

Mensagens : 8391
Data de inscrição : 18/05/2010
Idade : 69
Localização : Vendas Novas

http://www.forumdoferreira.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Cd.dolores em Sex Mar 17, 2017 8:10 pm

Muito boa tarde Sr. Ferreira Smile

Muito grata pelas suas valiosas informações. De facto ainda tenho muito para aprender pale
Entre hoje e amanhã tentarei adquirir os comprimidos zoocerine.
Quanto à alimentação de facto tem razão, daí o nome de mistura, ou seja, de entre vários cereais necessários, o que eu fazia estava completamente errado, provocando uma gordura excessiva nos bichinhos desnecessáriamente Crying or Very sad ao mudar a comidinha ou enchendo simplesmente o recipiente... claro que o essencial eles não chegariam a comer!
GRIT pensei que fosse o que viesse nessa areia que compro.. como vem com casquinhas vi como um suplemento que eles gostassem de "petiscar". Bem, de todas as formas estarei muito mais atenta.
O Sr. Ferreira refere que devo optar o sistema de regularização do fígado com 5 gotas de complexo-B durante cinco dias seguidos.. desculpe a minha ignorãncia, mas devo inseri-las na comida de mistura, certo?
Quanto aos legumes, por acaso e por intuição nunca lhes dei alface, o meu sentido apontava para legumes mais escuros... bem.. alguma coisa acertei (so utilizei a ponta de alface para lhe dar de beber porque era o que tinha mais à mão).
Por acaso já tinha lido em algures que o macho não deveria ficar só durante muito tempo, pelo que esta manhã, fui buscar outro mandarim.. (queria branco, mas não havia) a moça disse-me que era fémea, mas vou aguardar antes de os juntar por prevenção. (só me vem à cabeça a minha falecida menina... no entanto o meu macho precisa companhia, antes que lhe dê qualquer coisinha má também Sad e já chega!)
Vou adquirir também o vigantol e ter em atenção ao prazo máximo de dois dias para ser ingerido.

Sr. Ferreira, agradeço imenso a sua preciosa ajuda.
O que ontem sofri e tentei salvar a minha bichinha percorrendo não sei quantos klms... quando na realidade até se poderia ter dado o caso de a ter salvo, caso conhecesse estas informações... pior.. é que tive uma sensação de vazio quando saí do especialista, parece que uma voz interior me dizia "alguma coisa não está a bater certo"... foi tão rápido.. em tão poucas horas...

Sr. Ferreira, se não se importar, vou informando-o de como se encontram os meninos, não querendo "roubar" ainda mais o seu tempo, mas encarecidamente agradeço muito a sua importante participação.

Receba um caloroso abraço,

Atentamente
Carmen Dolores
avatar
Cd.dolores

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Ferreira em Sex Mar 17, 2017 11:11 pm

Boa noite Carmen Dolores.
Foi lapso meu não ter dito como administrar o complexo-B e por conseguinte peço desculpa.
Administrar 5 gotas de Complexo-B para 100cc de água (um bebedouro normal leva entre 80cc a 100cc) durante 5 dias seguidos por mês.
Já agora, diga-me a marca da mistura de sementes para ver se é uma mistura equilibrada, é que a mistura para mandarins deve ser há base de milho painço e não de milho alvo.
O GRIT há de diversas marcas, uns com mais carvão outros com menos como é o caso do que aqui apresento para ver como é e quando tem pouco, compro há parte e misturo. http://www.pethouse.com.pt/index.php?route=product/product&product_id=670
A Verselle Laga também tem um com mais carvão e menos tijolo e que também dou aos meus pássaros. http://www.pet4you.net/aves/alimentacao/grit/vl-grit-coral.html. nos supermercados também há um a vender da EX que para ser franco não sei se é bom e muito mais caro http://www.pet4you.net/aves/alimentacao/grit/gritex.html
*MUITO IMPORTANTE*
Seja que produto for que se meta na água é para se fazer todos os dias, pois ao fim de 24h estão alterados e podem matar, de igual modo não devem apanhar Sol.

Um beijinho, Ferreira
avatar
Ferreira
Admin

Mensagens : 8391
Data de inscrição : 18/05/2010
Idade : 69
Localização : Vendas Novas

http://www.forumdoferreira.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Cd.dolores em Sab Mar 18, 2017 1:31 am

Boa noite Sr. Ferreira Smile

Antes de tudo muito grata por me responder uma vez mais, e não tem que se desculpar com coisa alguma, pois já bem basta a sua disponibilidade e seguramente dentro dos possíveis atender a imensos pedidos de ajuda, portanto nessa matéria não se desculpabilize por favor.
Agradeço a sua explicação sobre o complexo B e também ja vi de que se trata, precisamente através dos links que me enviou, assim pelo menos tenho de onde deva mandar vir, até encontrar uma casa especializada no assunto e correr riscos desnecessários.
Por outro lado... muito mau... não fazia ideia de que existisse à parte, o composto de casca de ostra, carvão, tijolo e coral. O que tenho utilizado é da versele-laga o chamado Prestige Kristal composto por areia branca, conchas de crustáceos e enriquecida com sementes de anis... sendo assim, vou passar a utilizar a areia normal ou seja areia branca misturada com o GRIT, uma vez que o composto à base de minerais será mais útil na vida dos passaritos.
Em relação à marca de mistura, Sad pois já vi que tenho tudo errado... A primeira foi da marca continente (na descrição mencionava passaros exóticos...) mas após ter mencionado os tipos de milho, verifiquei agora que comprei um milho branco para aves. O Segundo que está por abrir... é realmente milho alvo Sad e foi adquirido com a marca baron... portanto, amanhã sem falta terei que procurar por milho painço, complexo B, comprimidos zoocerine, vigantol e grit!

Só num dia, aquilo que já aprendi consigo, sinto-me imensamente grata Sr. Ferreira
Já agora, posso mostrar a foto da menina que adquiri hoje?

Uma sugestão:
Sei perfeitamente o que é amar um hobbie Smile já pensou em editar um livro e ter oportunidade de mostrar ao mundo o seu magnifico trabalho?
Olhe que acredito que esgotava em menos de nada. Pense nisso, caso tenha alguma disponibilidade, por favor não hesite!

Receba um caloroso abraço Smile

Atentamente
Carmen Dolores
avatar
Cd.dolores

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Ferreira em Sab Mar 18, 2017 9:29 pm

Boa tarde Carmen Dolores.
O escrever um livro já pensei nisso e já houve outros forenses que me falaram sobre o assunto, o problema penso eu, é arranjar editora, pois há muitos blogs sobre a matéria e por conseguinte, à partida, aos olhos de quem investe na edição e publicação não vê retorno dos gastos, alem disso, há sempre pressões das diversas marcas de produtos. Antes de ter este Fórum escrevia em diversos Fóruns e era uma guerra enorme inclusive ameaças físicas ao ponto de ter de deixar de ajudar.
Pode meter as fotos que quiser.
Já que se fala na fêmea, não sei se sabe o que deve fazer antes de a juntar ao macho, isto no processo de quarentena.
Aqui vai mais um link com a mistura para mandarins http://www.pet4you.net/aves/alimentacao/sementes/exoticos/vl-exoticos.html

Um beijinho, Ferreira
avatar
Ferreira
Admin

Mensagens : 8391
Data de inscrição : 18/05/2010
Idade : 69
Localização : Vendas Novas

http://www.forumdoferreira.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Cd.dolores em Dom Mar 19, 2017 2:42 am

Boa noite Sr. Ferreira Smile

Jamais me passaria pela cabeça imaginar que a aprendizagem sofresse represálias Sad que horror...
Por outro lado, compreendo a sua posição face às editoras, mas sugiro esta: em pastelariastudios.com.
Agradeço a sua ajuda em mais um link para o efeito Smile
Já agora... realmente que falou nisso, eles estão ao lado um do outro, mas em gaiolas separadas. O macho da-me a sensação que a tenta galar, digo isto porque canta, canta canta e ela tem alturas em que salta de um lado para o outro na gaiola.. estou à espera de mais reacções de parte a parte, mas sinceramente não sei quanto tempo vai levar...

Bom domingo

Atentamente
Carmen Dolores


Última edição por Cd.dolores em Dom Mar 19, 2017 2:49 am, editado 1 vez(es)
avatar
Cd.dolores

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Cd.dolores em Dom Mar 19, 2017 2:44 am

Este é o macho
Atentamente
Carmen Dolores



Última edição por Cd.dolores em Dom Mar 19, 2017 2:49 am, editado 1 vez(es)
avatar
Cd.dolores

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Cd.dolores em Dom Mar 19, 2017 2:48 am

Esta é a fémea

Atentamente
Carmen Dolores

avatar
Cd.dolores

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Ferreira em Dom Mar 19, 2017 5:25 pm

Bom dia Carmen Dolores.
Penso que seja alentejana, por isso digo-lhe que foi embarrilada lol!
O pássaro que comprou é um macho e não uma fêmea.
As fêmeas sejam elas de que mutação for não têm bochechas, faixas laterais de cor de camurça pintalgadas de branco, os bicos e patas são cor de laranja e não vermelho vivo e as riscas pretas do papo são mais desmaiadas.
Outra coisa que está errada, Very Happy A maioria dos pássaros australianos fazem o ninho em buracos de arvores, pedras, termiteiras, ou quando não conseguem fazem um ninho em forma de bola num sitio o mais escondido possível, por esse motivo, em cativeiro temos que lhes meter há disposição caixas fechadas de madeira ou de plástico. se forem de madeira que sejam as utilizadas para periquitos, as de plástico (2GR) são caixas espaçosas e podem ser lavadas.
Outra coisa que também está mal e até podem ficar sem patas por as cortar e até ficarem pendurados, é o material que tem para fazerem o ninho propriamente dito, essa mistura de fios em que a maioria é de sisal. Deve meter há disposição fibra de côco, fios de lã, fios de saca de serapilheira mas aos pedacinhos 5cm mais ou menos e pedacinhos de algodão.
http://www.pet4you.net/aves/alojamento/ninhos/ninho-interior-em-madeira-p/-periquitos.html
http://www.pet4you.net/aves/alojamento/ninhos/2gr-ninho-exoticos.html
http://www.pet4you.net/aves/alojamento/forro-para-ninhos/fibras-de-coco.html
A quarentena não se fica simplesmente por se observar os pássaros.
A primeira coisa a fazer é tirar toda a água da gaiola e só a metendo ao fim de 4h., desparasitar os pássaros externamente porque podem trazer piolhos das penas e ácaros. Para se combater os parasitas externos deve-se aplicar insecticidas específicos, aconselho-a a utilizar um que é espanhol e muito bom (Men For San). borrifa os pássaros a uma distância mais ou menos de 50cm e de maneira que fiquem bem molhados. Passado uma semana torna a borrifar e depois passado 21 dias a contar da ultima aplicação. A segunda para matar algum que não tenha morrido da primeira aplicação e a ultima, por todos os parasitas sem excepção ao sentirem-se ameaçados de morte e antes de morrem num derradeiro esforço depositam ovos já galados que têm de reserva e nascem precisamente ao fim de 21 dias. Depois de estarem desparasitados a primeira vez, basta fazê-lo de 6 em 6 meses. Ao mesmo tempo e passado as 4h. deve meter na água 3 gotas de Aminovit-L durante 5 dias, depois 2 dias só água e mais 5 dias seguidos, que serve para combaterem o stress da muda de ambiente e ao mesmo tempo ajudar a desintoxicarem de algum insecticida que ingerem ao serem borrifados.
Passado 30 dias desde o primeiro dia que lhe aplicou o insecticida, vai fazer uma desparasitação interna para matar lombrigas e outros parasitas que vivam dentro das aves e para isso vai utilizar também um espanhol que é muito bom (Tabernil-Vermicida) da seguinte maneira:
De manhã cedo tira toda a água da gaiola, por volta das 5h. da tarde vai pingar 4 gotas num bebedouro de 80cc=80ml com água( nem mais nem menos) e ao fim de 24h, mete água com Aminovit-L, sendo 3 gotas para um bebedouro normal durante 5 dias seguidos. Passado 21 dias e pelo que expliquei em cima, torna a repetir, depois disto, basta desparasitar internamente uma vez por ano. Quando meter
http://pombos.mercasystems.com/index.php/avizoon-pigeons-products-aminovitl30.html
http://www.menforsan.com/es/aves/insecticidas/antiparasitos-aves
https://goldpet.pt/tabernil/4005-tabernil-vermicida-20ml.html
Em Badajoz arranja qualquer um destes produtos nas casas de animais e se calhar mais barato que em Elvas. Eu normalmente vou todos os anos a Espanha ver uma exposição de pássaros que me agrade e aproveito para comprar alguns produtos que cá já não há como o caso de antibióticos da AviZoon (português) o Men For San por ser muito mais barato entre outros.

Um beijinho, Ferreira

avatar
Ferreira
Admin

Mensagens : 8391
Data de inscrição : 18/05/2010
Idade : 69
Localização : Vendas Novas

http://www.forumdoferreira.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Cd.dolores em Ter Mar 21, 2017 11:51 am

Bom dia  Smile

Desculpe, não responder antes mas estive ausente.

"Embarrilada"... é a primeira vez que escuto esta expressão e desconhecia Laughing Laughing Laughing Laughing  mas entendi na perfeição.

Curioso, quando fui buscar o passarito, por acaso fiquei mesmo desconfiada de ser um macho pela cor do bico, pois, o Mr. Bino tem um bico escuro e a minha menina Lady Al tinha o bico laranja (e só por esta característica é que conseguia distinguir o macho da fémea, tendo ainda absorvido em algures que o macho canta e a fémea emite sons), quanto ás restantes características, pois.. já não saberia como identificar.

Embora e considerando que efectivamente teria um macho em casa, não deixei de o adquirir, considerei um passarito incomum do que tenho visto.

Agradeço as dicas dos ninhos bem como me ter explicado o sistema da quarentena, não fazia ideia.... sempre a aprender Very Happy
Ainda em relação ao ninho... porque disponho de um destes em casa, posso optar por colocar este? ou terá que ser mesmo de madeira?



Já agora, duas curiosidades...

- Após o tratamento que devo seguir, posso juntar os machos para não ficarem em gaiolas separadas, há algum inconveniente?

- Ainda não encontrei obviamente, mas suponhamos que encontro uma femea... como percebemos por que macho decidirá ela optar? (devemos juntar a  bichinha primeiro com um e depois com outro?... hum... não me parece isto viável... será que notamos pelo canto?)

Sr. Ferreira grata uma vez mais pela sua colaboração e disponibilidade

Um caloroso abraço
Atentamente
Carmen Dolores
avatar
Cd.dolores

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Ferreira em Ter Mar 21, 2017 3:58 pm

Bom dia Carmen Dolores.
Nos brancos puros é de facto a única maneira de se saber se são machos ou fêmeas, nos ditos clássicos e nos mutantes que não brancos puros, alem da cor dos bicos e patas, todos os machos têm bochechas de cor de camurça como uma faixa também de cor de camurça mas pintalgada de branco ao longo do corpo. Há ainda outra mutação em que a cor de camurça é substituída por preto mas nos mesmos sítios e formatos.
Já que tem esse ninho é utiliza-lo, sempre é melhor que o ninho em taça que é para outro tipo de aves, no entanto são ninhos para agradar aos olhos de quem os compra e nada funcionais, pois temos dificuldade no acesso ao interior e dificuldade na limpeza do mesmo.
Quanto a juntar os dois machos, depois da quarentena pode-os juntar mas tem que estar atenta porque pode haver briga pela posse de território.
Quando arranjar uma fêmea e qual deve juntar. Na maioria das aves são as fêmeas que escolhe o parceiro quando existe mais que um macho, a escolha nas aves australianas tem a ver com a idade do mesmo e com as tonalidades do mesmo em especial bicos e patas. A maneira correcta de se ver quem é que ela escolhe é da seguinte maneira:
Mete a fêmea numa gaiola onde vai criar e os machos em outra mas de modo que ela os possa observar e nós também, os machos vão começar a galantearem-se e ela começa a observa-los, passado uma semana mais ou menos, mete um dos machos e observa as reacções da fêmea para com o macho, se ela correr logo com ele é porque escolheu o outro, se nada fizer e está simplesmente atenta é porque está indecisa e se ela for logo ter com ele é o eleito.

Um beijinho, Ferreira
avatar
Ferreira
Admin

Mensagens : 8391
Data de inscrição : 18/05/2010
Idade : 69
Localização : Vendas Novas

http://www.forumdoferreira.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Cd.dolores em Qua Mar 22, 2017 3:08 pm

Bom dia Sr. Ferreira Smile

Sinto-me hoje particularmente bem disposta pois já iniciei os tratamentos recomendados Smile
Esta manha já apliquei o men for san antiparasitário e dentro de momentos vamos iniciar pelo Aminovit L.
Só que há uma questão:
Eles já se habituaram a tomar banho 2 a 3x por dia. Vão ficar 5 dias sem tomar banho? Neutral
O unico que ainda não consegui adquirir foi o tabernil vermicida, mas com este tenho tempo, uma vez que só o administrarei dentro de 30 dias.
hehehe Smile fiz um calendário para auxiliar no tratamento, assim é mais fácil.

Vou informando o Sr. ferreira sobre o estado deles.
Em relação ao inho que aqui tenho, você tem razão, é péssimo para fazer posteriormente a limpeza Sad mas quando adquirir a fémea e após a quarentena os juntar adquirirei uma gaiola maior e aí vou optar pela caixa.

Sr. ferreira, ouvi dizer que se tinha que cortar as unhas aos mandarins... isto corresponde à verdade? se for entro em pânico, não aprecio muito invadir o espaço deles, neste caso tocar-lhes porque os bichinhos entram completamente em desespero quando sentem uma mão humana, a não ser que já tenham sido habituados. (No caso por exemplo da minha irmã e do meu cunhado é mt agradavel ver os bichitos em cima dos ombros deles, ou voarem. Mas é diferente, eles sempre habituaram os seus pequenitos a este ritual.).

Sr. Ferreira, mais uma vez agradeço a sua disponibilidade e atenção para com a minha pessoa.

Receba um caloroso abraço
Atentamente
Carmen Dolores
avatar
Cd.dolores

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Ferreira em Qua Mar 22, 2017 5:26 pm

Boa tarde Carmen Dolores.
Desde que os pássaros sejam saudáveis as unhas vão-se desgastando e portanto não necessita de aparar nada, o que acontece muitas vezes é os pássaros apanharem um determinado tipo de ácaro que vive entre as duas camadas de pele e que por vezes vem nas sementes ou largados por aves silvestres e afecta as glândulas que produzem a queratina (o material das unhas, bicos) e que faz com que estes cresçam em excesso e enroladas e também provocam feridas na pele, a chamada sarna.
Quando comprar outra gaiola não se deixe levar pelo instinto humano e sim para a quem se destina Very Happy Eu explico.
Como nós olhamos normalmente no sentido vertical, ou seja de baixo para cima e vice versa, os desenhadores de gaiolas fazem-nas no sentido de altura (puro Marketing) porque nos agradar ao nosso olhar, ora as aves não são nenhuns foguetões para voarem na vertical, sendo assim, devemos comprar gaiolas rectangulares na horizontal uma vez que as aves voam normalmente de essa maneira. Para um casal de mandarins uma gaiola que tenha de medidas mínimas 50cm x 35cm x 50cm (comprimento x largura x altura) com portas nas laterais para os ninhos no exterior é quanto basta.

Um beijinho, Ferreira
avatar
Ferreira
Admin

Mensagens : 8391
Data de inscrição : 18/05/2010
Idade : 69
Localização : Vendas Novas

http://www.forumdoferreira.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Cd.dolores em Sex Mar 24, 2017 9:37 pm

Boa tarde Sr. Ferreira e restantes forenses

Vamos no terceiro dia de tratamento, por enquanto está a correr bem Smile

Por acaso nunca achei piada nenhuma a essas gaiolas no sentido vertical, mais me faz recordar um pote, mas agradeço desde já as medidas, pois assim terei muito mais cuidado na escolha Smile (quando se proporcionar)

Sr. Ferreira, em relação ao banho... eles estão habituados
Tenho novidades, surgiu hoje Smile mais uma oferta (digo-lhe que é linda) e eu creio que aceitei porque gosto de arranjar lenha pra me queimar Twisted Evil Twisted Evil
Vou só fazer uma pesquisa no fórum antes de colocar qualquer questão.

Receba um abraço carinhoso

Atentamente
Carmen Dolores
avatar
Cd.dolores

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Ferreira em Dom Mar 26, 2017 2:37 pm

Bom dia Carmen Dolores.
Quando a receber se não a tem já, tem que lhe fazer também uma quarentena.
Uma coisa que me esqueci de lhe reparar, o GRIT não é para meter no fundo da gaiola mas sim em um comedouro, assim não se conspurca e eles vão lá comer quando o organismo lhes pedir.

Um beijinho, Ferreira
avatar
Ferreira
Admin

Mensagens : 8391
Data de inscrição : 18/05/2010
Idade : 69
Localização : Vendas Novas

http://www.forumdoferreira.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Cd.dolores em Seg Mar 27, 2017 11:24 pm

Boa noite Sr, Ferreira Smile

Já a tenho sim e também já vi vários tópicos sobre a espécie no qual o sr. Ferreira deixou as suas recomendações, mas fiquei na duvida, no entanto vou abrir outro topico, porque aqui não é o local certo Smile
Sim, o GRIT coloquei num comedouro Smile e eles vão petiscando.
Já fiz a primeira série de aminovit L, agora estão com dois dias de agua normal, e posteriormente voltarei a mais 5 dias seguidos com o mesmo tratamento a fim de desparasitar.
E ainda (mais tarde) o tabernil vermicida que na proxima quarta-feira já o devo conseguir Smile

Receba um caloroso abraço
Atentamente
Carmen Dolores
avatar
Cd.dolores

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/03/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mandarim - Fémea doente

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum